Dia da Sofia

Enfim, chegou o dia da Sofia! Essa princesa que venho fotografando desde que nasceu. Ou melhor, desde antes de nascer, porque nossa história começou no ensaio de gravidez e depois  prosseguiu para o aniversário de 1 ano. Bom, na verdade, começou bem antes disso, pois todos os anos encontro a mamãe Márcia e o papai Joelson no aniversário do Lucas, que fotografo desde bebê.

Engraçado que poderia até parecer que todo ensaio é igual. Pai, mãe e criança. Mas é incrível como nunca é a mesma coisa. Porque nunca ninguém é igual. E o mais incrível ainda é que sempre é muito legal. Talvez porque esse é um tipo de trabalho que me traz somente pessoas que têm o coração transbordando de amor.  Cada vez mais reflito sobre isso.

Viva o amor!

_LIN9518

sofia7

sofia6

sofia5

_LIN9470

_LIN9473

_LIN9474

_LIN9514

_LIN9540

_LIN9503

_LIN9483

_LIN9488

_LIN9490

_LIN9544

_LIN9427

sofia4

sofia3

_LIN9400

sofia1

sofia2

_LIN9379

_LIN9341

Love is in the air

Romântica incurável que sou (adoro histórias de amor nos filmes, nos livros e na vida real), fiquei muito feliz de registrar um pouquinho da história de um casal que adoro. Mariana e Marcelo estão às vésperas do casamento e fizemos o que os gringos chamariam de engagement session, ou seja, uma sessão de fotos com os noivos antes do grande dia.

E já que a ideia era contar uma história, lá fomos nós para o Parque Villa Lobos. Lugar perfeito para essa proposta, porque desde que eu os conheço eles me contam sobre os passeios nesse parque, sempre acompanhados pela Rayka, a linda labradora da Mari.

Para ajudar a cuidar da Rayka, das mochilas e dos patins, contamos com a super ajuda de parte da família da Mari: a irmã, o irmão, a cunhada, a mãe e a linda Sofia, sobrinha que será a daminha de honra. Foi bem divertido!

Envelheça junto comigo, o melhor ainda está por vir. [Robert Browning] – Projeto MILK – Moments  ofIntimacy, Laughter and Kinship (Momentos de Intimidade, Alegria e Afinidade).

Amor incondicional

Em outros posts aqui já falei do amor incondicional que os pais sentem por seus filhos. Um amor que não espera nada em troca e faz transbordar o coração de felicidade. Exatamente o que vi nos pais do pequeno Caio, que acaba de completar 2 anos. Eles exibem com orgulho esse amor em cada palavra, gesto e olhar direcionados ao pequeno. E fico aqui pensando que o mundo seria muito melhor se todas as crianças tivessem a sorte de ter pais tão amorosos como esses.

Antes de falar da festinha do Caio, falei desse sentimento tão bonito porque foi ele que transformou essa comemoração em um evento especial. Mamãe até gostaria de fazer um festão num dos milhares de buffets  legais que tem pela cidade. Mas neste ano teve de ser no salão do condomínio. E quer saber?

Não ficou devendo em nada para esses buffets nos quesitos diversão, comidinhas, conforto e carinho dos convidados. E olha que fotografo em muitos buffets, heim! Tenho certeza que todos adoraram, principalmente o aniversariante.

A mamãe e o papai do Caio estão de parabéns por tudo!

“Eu o amo não porque ele é bom, mas porque ele é meu filhinho”. [Rabindranath Tagore] – Projeto MILK (Moments of Intimacy, Laughter and Kinship)

Mais um importante capítulo registrado

Conheci esse garotinho lindo ainda bebê, em um batizado que fotografei no ano passado . Sorridente, ele adorava olhar para minha câmera (ou para mim?). A família toda acabou me conquistando com tanta simpatia. Sabe aquela sensação de que você conhece as pessoas faz um tempão? De tanta empatia!

Meses depois, acabei fotografando o aniversário de 1 ano do pequeno e na semana passada tive o privilégio de registrar também seu batizado e o almoço de confraternização.

Estou me dando conta de que cada reencontro é um capítulo registrado. Vou fazendo parte da história das famílias que contratam o meu olhar. E elas, certamente, estão em importantes capítulos da minha história.

 

Sábado no parque!

Gabi é uma menina linda, vaidosa e adora ser fotografada. Tanto que ganhou da sua madrinha um ensaio fotográfico e um fotolivro feitos por mim!

Fiquei surpresa com a naturalidade dela, aos seis anos de idade, encarando a lente com alegria. Isso aconteceu porque além de estar feliz por ser fotografada, Gabi estava empolgada com o ambiente escolhido para o ensaio. Um parque, num sábado de sol, com muito verde, pic-nic, parquinho, tanque de areia, espaço para correr.

Sem contar a felicidade de aproveitar tudo isso com os pais, a irmã, os padrinhos e o priminho!

Como nos velhos tempos

Quem não se lembra de como eram as festas de aniversário infantil dos anos 70 e 80? A família toda se mobilizava pra organizar o grande evento em casa. Aliás, tudo era feito em casa. Nesse último final de semana, fotografei o aniversário da Tatá e a festinha dela me fez lembrar dessa sensação gostosa de receber as pessoas em casa.

A festa foi na casa da tia da Tatá, especialista em receber bem e com carinho. Encontrei-a alguns dias antes da festa, num bar, e ela estava empolgadíssima com os preparativos. Falava com alegria sobre os detalhes, ao mesmo tempo em que ia mostrando as peças da decoração e os brinquedos que ela mesma escolheu (sim, ela fez as compras, voltou para o trabalho e depois foi direto para o bar, carregada de sacolas).

Mas essa mesma tia ficou super preocupada, ansiosa para que tudo desse certo. Então, essas fotos são para que ela veja como tudo foi perfeito!

Mundo pequeno

No último sábado, participei de um bazar com os biscoitos do Doce Mundo de Lili. Fui convidada pela Claudia Maierá, amiga e parceira nos cursos de fotografia. E nesse bazar encontrei a Priscila, que trabalha na empresa na qual trabalhei em 2008. Eu não sabia que a Priscila é prima da Cláudia!

Quando deixei a empresa, a Priscila estava grávida da Natália, essa menina linda.

O mundo realmente é uma vila!